15/08/2008

uma nova tendência de assassínios assola o bairro. as plantações, submersas em agricultura transgénica, criaram uma nova espécie de maças cujas características incluem incrível dureza, quase do nível de um diamante. impossíveis de serem digeridas pelo sistema digestivo humano, tornam-se potenciais armas de destruição maciça. os desordeiros apoderam-se das mesmas, violando quaisquer regras de boa conduta do bairro. as maças são transportadas em caixotes de chumbo vindo do lado negro do distrito. as pessoas fecham-se em casa, cerram as persianas à semelhança de guilhotinas, e dirigem-se para os bunkers. os desordeiros desejam a morte, mantendo os dentes cerrados e comunicando como ventríloquos. caminham em ordes desordenadas, ameaçando-se mutuamente com as maças indestrutíveis. felizmente nenhum deles se move caso contrário seriam dizimados. em vez disso caminham para o centro do distrito, noite dentro, silenciosamente.

partem para a destruição e matam, matam, matam noite fora.