16/10/2008

Estava uma mulher sentada na esplanada, na mesa da minha frente. Estava de vestido preto, collants pretos, sapatos pretos. Usava óculos e tinha cabelos claros. Achei-a incrivelmente feminina mas estava confuso pois não sabia a idade dela, não consigo sequer fazer uma ideia.
Minutos mais tarde chega uma miúda que se senta na mesa dela, cumprimentam-se. A "mulher" sorri, tinha aparelho e um sorriso adolescente. Tinha uma voz aguda, de criança.
Esta miúda que eu agora olhava não era a mesma mulher que há pouco, enquanto fumava, me provocou desejo.