06/12/2008

Descobri, há dias, que há-los por todo lado. Homens punheteiros. Até em comboios quase desertos, às 7h da manhã.

Mas que bela imagem esta..., a de um homem seboso, degradado pela bebida, a olhar descaradamente para as minhas mamas, enquanto afaga, primeiro carinhosa e depois furiosamente, a murcha piça. E a esporra a escorrer-lhe pelos dedos. Olho-o e quase lhe leio o pensamento "Menina, tem um lenço por favor?"